Temer deveria evitar viagens internacionais para não constranger ainda mais o Brasil, diz Valmir

Durante discurso no plenário da Câmara Federal, nesta terça-feira (20), o deputado baiano Valmir Assunção (PT) não poupou críticas à falta de informação e à vergonha que o presidente Michel Temer (PMDB) passou ao não ser recebido no aeroporto pelo presidente russo Vladimir Putin. O vice-ministro de Relações Exteriores foi quem recebeu Temer. O parlamentar também disse que a gafe da assessoria demonstra total falta de informação. No site e em sua agenda oficial, Temer publicou que visitaria a ‘República Socialista Federativa Soviética da Rússia’ – nome que deixou de existir em 1991.

“Temer deveria evitar essas viagens. Cada vez que viaja ele desmoraliza e fragiliza as relações diplomáticas do país. Já não basta as denúncias de corrupção no Palácio. Primeiro ele tem que resolver a situação dele na Justiça aqui no Brasil. Essa é uma questão séria. Porque isso tem a ver com o nosso país, com o nosso povo e abala toda a nação”, declara. Sobre a gafe no site oficial do Planalto, Valmir aponta para a falta de conhecimento do presidente e de sua assessoria. “Não existe isso, é falta de conhecimento dele e dos assessores”.

Assunção diz que o presidente segue “destruindo a imagem do Brasil no exterior” e que será ignorado por políticos e empresários russos durante os dois dias de visita, mesmo com reuniões marcadas com Putin. “Não ser recebido pelo presidente no aeroporto, ao meu ver, é desmoralizar ainda mais o Brasil. Nenhum chefe de nação que respeite a democracia quer conversa com ele. Temer deve ser ignorado por autoridades e empresários, justamente por ter sido o líder de uma organização criminosa que usurpou o cargo de uma presidenta eleita pelo voto direto e o povo o rejeita quase que 100%”, completa Valmir.

Ascom do deputado Valmir Assunção

banner
banner

Faça um comentário

Antes de comentar qualquer matéria leia as regras de utilização do blog (clique aqui). Qualquer comentário que violar as regras será automaticamente excluído