“OU MUDA OU PARA!”, diz superintendente do DNPM sobre o Garimpo em Sento Sé

Raimundo Sobreira, do DNPM, com garimpeiros

O Superintendente do Departamento Nacional de Produção Mineral, Raimundo Sobreira, visitou mais uma vez, nesta terça-feira (20), a mina de Ametista na Serra da Quixaba, em Sento-Sé, oportunidade em que manifestou preocupação com a forma desordenada como o local foi ocupado e chegou a anunciar a possibilidade de uma interdição do local.

Em entrevista concedida ao repórter Tony Lopes, do Sento-Sé Notícias, Sobreira disse que houve um retrocesso na exploração, desde a última visita feita pelo órgão, e lamentou que os ocupantes mais antigos do local, não tenham orientado novos mineiros na abertura dos cortes. “Os garimpeiros mais experientes deveriam ter orientado os que chegavam para não deixar que fossem abertos um buraco em cima do outro, isso tá levando a o que? A uma deisão do DNPM de já autuar hoje alguns serviços”, informou.

De acordo com Sobreira será iniciada uma operação de fiscalização com a presença de órgãos como o Ministério Público, Policia Federal, Prefeitura de Sento-Sé, Ibama, Inema, dentre outros órgãos, para fiscalizar e tentar normatizar a exploração.

Indagado se havia possibilidade de fechar o garimpo, o superintendente do DNPM informou que a intenção é manter a exploração, mas não descartou a possibilidade de um fechamento caso as normas não sejam cumpridas. “Não passa na cabeça do governo fechar o garimpo, que está alimentando muita gente, porém a conscientização do garimpeiro, daquele que chega e se tornou garimpeiro, é de ter absoluta consciência de que ou muda ou para”, enfatizou.

Fonte: Sento Sé Notícias/Foto e informações: Tony Lopes

banner
banner

Faça um comentário

Antes de comentar qualquer matéria leia as regras de utilização do blog (clique aqui). Qualquer comentário que violar as regras será automaticamente excluído