O livro “Vazio das Águas” conta a história de uma comunidade do interior do município de Sento-Sé

O jornalista João Pedro Ramalho Martins irá publicar seu primeiro livro, intitulado “Vazio das Águas: vidas submersas, memórias em resistência”. O livro-reportagem conta a história de uma comunidade do interior do município de Sento-Sé-BA, formada por pessoas atingidas pela Barragem de Sobradinho-BA, construída pela Companhia Hidrelétrica do São Francisco (CHESF) entre os anos de 1973 e 1979. A obra é publicada pela editora Letramento e está disponível em pré-venda desde a semana passada, através do link: https://bit.ly/vaziodasaguas.

João Pedro é natural de Juazeiro-BA e morador de Sobradinho. No livro, a comunidade de Sento-Sé foi renomeada como “Vazio das Águas”, com o objetivo de preservar a identidade dos moradores e também de indicar as maiores ausências sentidas no local – o serviço de água encanada, conquistado apenas há quatro anos, e a proximidade com o rio São Francisco. A partir das histórias de vida dessas pessoas, desde a época anterior à hidrelétrica até os dias atuais, a obra aborda os efeitos do empreendimento sobre a economia, a vida em sociedade e a produção agrícola.

A pré-venda é a primeira oportunidade para adquirir a obra e segue aberta até o dia 10 de julho. As pessoas que comprarem o livro ainda nessa etapa receberão seus exemplares logo que saírem da gráfica. De acordo com o autor, esse período inicial de vendas é importante para reafirmar ao mercado editorial a relevância do tema abordado, que voltou à tona esse ano após o rompimento da barragem em Brumadinho-MG.

“Falar sobre os impactos da construção da barragem é necessário não apenas em nível local. Em todo o país, milhares de pessoas foram forçadas a sair de suas casas, devido a esses empreendimentos, e precisaram lutar para reconstruir um modo de vida, de subsistência e de convivência social, na maioria das vezes sem uma reparação institucional eficiente. Se alcançarmos a meta inicial de venda, que é de 100 cópias, demonstraremos que as histórias desses moradores do interior de Sento-Sé representam todo um grupo de pessoas atingidas e precisam ser ainda mais espalhadas pelo Brasil”, afirma João Pedro.

Prêmios

O livro-reportagem “Vazio das Águas: vidas submersas, memórias em resistência” foi produzido originalmente em 2017, como um Trabalho de Conclusão de Curso em Jornalismo em Multimeios, na Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Campus III – Juazeiro. Orientado pela professora Carla Paiva, o trabalho recebeu prêmios importantes na área do Jornalismo e da Comunicação. Em junho de 2018, a obra foi um dos sete TCCs do Brasil selecionados para apresentação no 13º Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo, promovido pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), em São Paulo-SP. Em julho do mesmo ano, “Vazio das Águas” recebeu o prêmio da Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação (Expocom), na modalidade “Jornalismo Literário e/ou de Opinião”, durante a etapa Nordeste do Intercom, o maior congresso de Comunicação do país.

Fonte: Texto do site quer saber política (Farnésio)

banner
banner

Faça um comentário

Antes de comentar qualquer matéria leia as regras de utilização do blog (clique aqui). Qualquer comentário que violar as regras será automaticamente excluído