Complexo Eólico Campo Largo chega ao marco de 100 fundações concretadas

A ENGIE atingiu, na última quinta-feira(28/09), a concretagem da centésima fundação dos aerogeradores do Complexo Eólico Campo Largo, que está sendo implantado nos municípios de Umburanas e Sento Sé. Agora restam apenas 21 fundações, o equivalente a aproximadamente 17% para conclusão desta etapa da obra. “É um marco importante para todos nós e fruto da dedicação de toda equipe em executar o trabalho com segurança em primeiro lugar e qualidade. Agora seguimos empenhados e animados  para que sejam concluídas até o fim de outubro, de forma segura e com qualidade”, afirmou o gerente da obra Murilo Boselli. Em sua primeira fase, o Complexo Eólico Campo Largo contará com 121 aerogeradores, com capacidade total instalada de 326,7 MW.

As obras civis seguem em pleno andamento no Complexo. A supressão da vegetação foi finalizada e os serviços de  terraplanagem estão 89% concluídos. As armações de ferragens e escavações continuam avançadas juntamente com a concretagem.

Linhas de Transmissão

Em outras frentes de trabalho, as empresas Santa Rita e GE Grid executam as obras das redes de energia de alta e média tensão do Complexo, respectivamente. Na comunidade de Lagoa 33, município de Ourolândia, a Construtora Santa Rita iniciou a concretagem das bases das torres da linha de transmissão 230 kV, responsável por transportar a energia produzida no Complexo Eólico Campo Largo até a Subestação OurolândiaII, de onde será distribuída para o Sistema Interligado Nacional.

No local, também realizam-se os serviços de supressão da vegetação, 68% finalizados, escavação das bases das torres, além de montagem de formas e armação para concretagem.

Na Subestação Campo Largo, a empresa GE Grid iniciou a concretagem das fundações que vão receber os equipamentos responsáveis pela transformação, proteção e medição da energia gerada no Complexo e continua trabalhando nas escavações dos postes para implantação dos 85 km das redes de média tensão (34,5 kV), que vão interligar os aerogeradores à citada Subestação.

O Complexo Eólico Campo Largo é o maior investimento em energia eólica no país, realizado pela ENGIE. O empreendimento, que deve começar a operar comercialmente em janeiro de 2019, poderá abastecer uma população de até 600 mil habitantes.

Assessoria de Imprensa/Complexo Eólico Campo Largo – ENGIE Brasil Energia

banner
banner

Faça um comentário

Antes de comentar qualquer matéria leia as regras de utilização do blog (clique aqui). Qualquer comentário que violar as regras será automaticamente excluído