As luzes da proclamação do evangelho

“Ele não era a Luz, mas veio para que testificasse da luz” (João 1:8)

.

Aproxima-se mais um natal e em torno dele, aquelas conhecidas expectativas de roupa nova, de festas, de confraternizações, reuniões em família, de dar e receber presentes, tudo emoldurado pelas famosas luzes que enfeitam as cidades e seus monumentos públicos, e, que adentram também as nossas casas, através das famosas árvores, guirlandas e pisca-piscas…

Sem entrar no mérito de se tais tradições são bíblicas, ou teologicamente aceitáveis, pelos verdadeiros cristãos, ou não, o que chama atenção é o fato de até as próprias igrejas se esquecerem de que, as luzes mencionadas nos evangelhos, se referem não à iluminação artificial, mas à verdadeira Luz do mundo(Jo.8:12) que é Cristo, e, num plano abaixo, o testemunho dos seus seguidores.

O nascimento de Jesus está repleto de episódios em que o brilho e o fulgor das luzes aparecem em primeiro plano: A estrela seguida pelos magos(Mt.2:10), o resplendor do anjo diante de Maria na anunciação(Lc.1:28) e o coral iluminado dos anjos perante os pastores na campina(Lc.2:13,14). Tudo isso deixa claro que o natal fala verdadeiramente de luz. Mas essa luz é Jesus, e não as luzes da árvore!

Nosso papel, então, está mais ligado ao exemplo de João Batista, que mesmo não sendo “a luz”, veio para testificar da luz, exercendo o ministério e o papel de um refletor da luz divina no mundo. Muito mais do que acendermos as luzes que enfeitam as cidades e casas nesses dias de dezembro, recebemos a incumbência do Pai de sermos refletores e repetidores da luz que emana do natal, do nascimento do Filho de Deus, através do nosso testemunho verbal e não verbal. Ou seja, proclamando, mas também vivenciando em nosso caráter e nas nossas ações, as marcas da luz de Cristo.

Que nesse natal as luzes mais visíveis em sua casa e em sua vida sejam as luzes da proclamação do evangelho e do testemunho fiel de uma vida santa aos pés de Cristo, como foi o de João Batista!

FELIZ NATAL A TODOS!!!

AltemarAltemar Ribeiro de Oliveira 
É Pastor da 1ª Igreja Evangélica Congregacional de Juazeiro/BA e professor de História.   
Casado com Eudene e pai de Alexandre, Samantha e Davi

banner
banner

Faça um comentário

Antes de comentar qualquer matéria leia as regras de utilização do blog (clique aqui). Qualquer comentário que violar as regras será automaticamente excluído