Advogado que cuidaria do divórcio ajuda a salvar casamento

DivorcioO advogado Rafael Gonçalves, que atua na cidade de São Sebastião do Paraíso (MG), recebeu em seu escritório uma mulher que queria se separar do marido por “uma futilidade”.

Acostumado a lidar com divórcios, ele resolveu agir diferente e ao solicitar os documentos necessários para dar entrada ao pedido de divórcio, fez quatro perguntas a respeito da relação.

“Como de praxe nas minhas consultas, anoto os documentos necessários à propositura da ação em meu bloco de anotações e solicito que o cliente traga a documentação. Mas esse caso era diferente… Ouvi pacientemente a cliente sobre os motivos que a levavam ao divórcio, e como na maioria das ações desse tipo, era perceptível a ligação do casal e o amor que ainda existia entre as partes”, relatou o advogado em seu perfil no Facebook.

O profissional esclareceu que a decisão de se divorciar ou não é de seus clientes, mas que faz parte das suas atividades resolver conflitos.

“Tratava-se de um momento de conflito único e aquela decisão, ao meu ver, era precipitada! Mas quem sou eu pra interferir na vida alheia? Quem sou eu pra meter a colher na relação do casal? Quem sou eu pra julgar a decisão de ambos? SOU O ADVOGADO! E aprendi ainda na faculdade que devo resolver conflitos, orientar as partes antes da decisão de partir pro campo jurídico. Assim fiz!”

As quatro perguntas que Rafael Gonçalves fez à futura cliente foram:

– Eu fiz tudo o que pude para salvar seu casamento?!

– O divórcio é a melhor opção hoje?

– Quem são minhas maiores influências?

– Quantos momentos superamos juntos e quando nos conhecemos?

Assim que respondesse o questionário e tivesse certeza do divórcio a cliente poderia retornar ao escritório com os documentos em mãos para iniciar o processo.

“Finalizei perguntando se ela tinha expectativa de encontrar alguém que lhe desse tudo que o marido não está dando no momento. Ela afirmou com a cabeça. Encerrei dizendo que, quando a grama do vizinho estiver mais verde, não necessitamos de ir visitá-la, experimentá-la. Basta regar a nossa grama. Na vida é a mesma coisa. Antes de trocar, tente consertar”, disse.

O profissional acabou “perdendo” a cliente, pois após analisar o caso a mulher desistiu do divórcio. “Por incrível que pareça, o casal voltou hoje, devolveu minha anotação, dispensou os meus serviços e agradeceu os conselhos”.

Mas Rafael não ficou triste por perder o caso, pelo contrário. “Perdi a cliente, mas ganhei um casal de amigos. São coisas simples da vida que valem a pena. E que essa história dure o tempo de Deus”, encerrou o profissional.

Fonte: Gospel Prime

PUBLICIDADE!

banner net shopbanner-01

banner
banner

Faça um comentário

Antes de comentar qualquer matéria leia as regras de utilização do blog (clique aqui). Qualquer comentário que violar as regras será automaticamente excluído